27 de dez de 2013

Melhores filmes de 2013


Chega o fim de ano e é hora de relembrarmos o que mais nos marcou ao longo deste ano. Por isto segue minha lista com os 10 filmes que mais me marcaram, por algum motivo, neste ano. Não se trata aqui de julgar qualidades técnicas nem nada do tipo, mesmo porque não sou especialista no assunto. Todos os filmes da lista foram lançados no Brasil em 2013, segundo consulta feita ao site Adoro Cinema



10 - Serra Pelada

Filme nacional que retrata a saga dos garimpeiros de Serra Pelada na década de 80. A reconstituição do garimpo é bastante fiel, e o retrato dos dramas e agruras dos garimpeiros muito bem feita. Vale pelo registro histórico! 


09 - Capitão Phillips

Baseado em fatos reais, este filme mostra a ação dos piratas somalianos nas águas do oceano índico, ao roubarem um cargueiro americano e sequestrarem seu capitão. O drama vivido pelo capitão e pelos sequestradores é brilhantemente retratado no filme. Ao tentar abordar a intimidade dos sequestradores, o filme consegue até certo ponto mostrar os dois lados da situação, e não apenas criminalizando os somalis, mas sim mostrando que há algo muito maior por trás de sua ação. Um dos diálogos que mais me marcou em todo o longa foi quando o Capitão Phillips diz para um dos sequestradores: "Vocês tem outras opções além de sequestrar navios". E o somali responde: "Talvez na América, capitão. Talvez na América". 


08 - Círculo de Fogo

Filme de Guilherme del Toro que pretende fazer uma homenagem aos filmes japoneses de monstros gigantes. E a homenagem se mostra acertada, resultando num filme de ação bem feito, com um roteiro empolgante e ótimas cenas de ação. As lutas entre os robôs e monstros gigantes que tanto víamos em nossa infância ganham aqui um ar de credibilidade pelo roteiro absolutamente correto de Del Toro. 


07 - Jobs

Considerado por muitos como uma das personalidades deste século, Steve Jobs foi responsável por criar e, posteriormente, reerguer o que hoje é considerada a maior empresa de informática do mundo. Por trás do gênio no entanto, um ego inflado e a arrogância de quem passa por cima de quem quer que seja para conseguir o que quer. Jobs é um filme vitorioso por mostrar estes dois lados do gênio de forma nua e crua, construindo assim uma narrativa que consegue captar com perfeição os dilemas e incongruências de uma personalidade. 


06 - O som ao redor

Retratando a vida em um bairro de classe média do Recife, mas que poderia ser localizado em qualquer cidade do Brasil, o filme faz uma crítica velada aos valores, muitas vezes conservadores, da sociedade brasileira, como o desprezo pelas classes baixas, aliado ao temor delas. Um roteiro bem construído que entrelaça diferentes narrativas e vidas, e que tão bem retrata o cidadão comum brasileiro. 


05 - Hannah Arendt

Uma das maiores intelectuais e escritoras do século XX, Hannah Arendt hoje é reverenciada em todos os cursos de ciências humanas. O filme retrata um dos seus escritos mais polêmicos, e que renderam a ela a antipatia da sociedade da época. Ao fazer a cobertura para uma revista americana do julgamento de um ex-nazista, Adolf Eichmann, Arendt começa a refletir se realmente todos que participaram do regime nazista seriam os monstros que pintam por aí. Ao mesmo tempo ela destaca o fato de vários judeus terem contribuído com as práticas nazistas. Tais declarações criam um mal-estar social imenso, e ela passa a ser perseguida por todos a sua volta. Um filme que levanta a reflexão sobre quais os limites do debate acadêmico e intelectual? 


04 - Em transe

Filme que mistura ação e hipnotismo, onde nada é o que parece ser. Um roteiro muito bem construído e que deixa o mistério até o último minuto. Tudo acontece quando um funcionário de leilões de quadros valiosos se alia a uma gangue de ladrões para roubar um destes quadros. Na fuga ele bate com a cabeça e acaba esquecendo onde colocou a pintura. Para recuperá-la, eles procuram uma hipnoterapeuta, que vai acabar descobrindo muito mais do que ele gostaria. 


03 - Dentro da Casa

Filme francês que retrata a vida monótona de um professor de português. Até o dia em que ele descobre em um aluno um grande potencial para a escrita. Ele passa a incentivar o garoto a continuar escrevendo sua história, que mistura o cotidiano da classe média francesa com os desejos sexuais de um adolescente. O que ele não sabe é que a história está realmente acontecendo, criando assim uma meta-linguagem que acaba saindo do controle de ambos. 


02 - César deve morrer

Filme italiano que retrata a peça teatral "Júlio César", de William Shakespeare, encenada por um grupo de prisioneiros da prisão de segurança máxima Rebibbia, localizada em Roma. Ao mesmo tempo que funciona como registro documental, trabalha a ficção por trás da trama original. Filmado com prisioneiros de verdade, o filme trabalha a humanização do criminoso de uma forma genial, mostrando que mesmo os mais odiados pela sociedade são capazes de realizar obras primas. 


01 - Django Livre

A mistura de escravidão, racismo, vingança e justiça é um prato cheio neste novo filme do Tarantino. Os personagens de Django, o escravo justiceiro, e o Dr. Schutz (brilhantemente interpretado por Christoph Waltz) tem uma química ótima, que são um dos grandes diferenciais do filme. Personagens lendários (como o vilão interpretado por Di Caprio), cenas violentas e um roteiro magnífico tornam este filme um dos melhores que Tarantino já fez. 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...