23 de abr de 2013

Alceu Valença na UFG


A música popular brasileira, esta denominação genérica que abarca toda uma gama de ritmos, artistas e sons  que uma certa visão hierarquizada de "cultura" consagrou, excluindo dela porém ritmos que são verdadeiramente "populares" (em termos numéricos), como o Axé, o Sertanejo e o Funk, tem em Alceu Valença um de seus maiores representantes. Com seus mais de 30 anos de carreira e mais de 30 CDs lançados, o cara já é praticamente um monumento da música brasileira, e ontem Goiânia pode mais uma vez conferir toda a simpatia e qualidade musical do velhinho. 





Acompanhado de uma banda de dar inveja, afinadíssima e sincronizada, inclusive nas horas dos improvisos, quando Alceu fazia sinais pra banda diminuir o volume pra ouvir a platéia ou na hora de retomar a canção, Alceu animou as quase 10 mil pessoas que compareceram ao Centro de Eventos da UFG para prestigiá-lo. E podemos dizer que Alceu teve o público nas mãos o tempo todo. Aliás, um dos melhores públicos que já tive oportunidade de fazer parte. Cantando todas as músicas, aplaudindo, fazendo os "Aêêêê Aôôô" das músicas, foi um espetáculo a parte. Tanto que Alceu a todo momento brincava com o público pedindo pra eles baterem palmas ou cantarem algum trecho de música. E todos acompanhavam, claro.




Outro aspecto interessante do espetáculo é a simpatia de Alceu Valença. Ele contou histórias, brincou com o público, pediu pra entrarem no Facebook dele pra dizer se tinham gostado do show ou se não tinham gostado, disse que ia levar o público pra ser backing vocal dele em shows pela Europa e que nem o Paul MacCartney tinha um público tão animado quanto esse, dançou, pulou, desceu do palco, enfim, uma festa só. E tudo isso regado ao melhor do baião e forró, claro. Embolada do Tempo, Morena Tropicana, Como dois animais, Pelas ruas que andei, La Belle de Jour, Coração bobo e Anunciação, a música mais aclamada de todas, além de algumas de Dominguinhos e Luiz Gonzaga botaram todo mundo pra dançar e pular no salão. Pra mim só ficou faltando Sol e Chuva, uma de minhas músicas preferidas dele. Mesmo assim Alceu mostrou que ainda tem muita lenha pra queimar. E espero que continue queimando!


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...