21 de ago de 2012

O sonho do branqueamento persiste

No século XIX, as teorias racialistas chegavam ao Brasil com força total. Em um país dominado pelo choque cultural entre colonos e africanos escravizados, tais teorias eram muito bem recebidas, e as elites intelectuais de nosso país tentavam a partir delas, explicar o "atraso" que viam na ex-colônia brasileira em relação a outras ex-colônias, como a dos Estados Unidos da América, por exemplo. O grande embate era responder a uma simples pergunta: porque os Estados Unidos deram certo, e o Brasil não?A reposta variava entre aspectos climáticos, geográficos e históricos. Mas uma das correntes que mais se destacou era a das explicações raciais. O darwinismo social acabou encontrando ressonância entre os intelectuais brasileiros e fornecendo o arcabouço teórico que permitia explicar o atraso brasileiro a partir da figura do negro. Colocado como último degrau da evolução das espécies, às ditas "raças" negras eram atribuídas uma gama de características negativas. A diferença entre a caracterização do europeu (branco) e do africano (negro) é bastante sintomática desta teoria:

19 de ago de 2012

Sobre nossas costas

Nas últimas semanas fomos assaltados por uma avalanche de textos, tuites e manifestações de diversos tipos sobre as cotas. Vi-me como no olho do furacão, recebendo bordoadas de todo lado e diversas orientações diferentes, e sem tempo para analisar tudo. Nosso ímpeto ao ler certas coisas é se manifestar, dar nossa opinião, rebater argumentos. Mas no calor do debate, geralmente, nosso olhar fica turvado, e corremos o risco de não conseguirmos argumentar de maneira satisfatória, empobrecendo o debate e ficando sem clareza em nossa argumentação. Por isto depois de passado o redemoinho, depois que as coisas começaram a se acalmar, e depois de ter lido vários textos, artigos, notas, tuites sobre o tema, e ter decantado os mesmos, eis-me aqui para dar o meu pitaco nesta história toda. 

12 de ago de 2012

Os maiores pais do cinema

Neste dia dos pais resolvi fazer um post especial pra homenagear a todos estes que se dedicam e se esforçam pra educar seus rebentos e garantir que não saiam por aí roubando, se drogando ou compondo música sertaneja. Como um dos tópicos mais abordados em nosso blog é sobre cinema, nada melhor do que reunir aqui os maiores pais que já passaram pelas telonas e que acabaram marcando a história do cinema (e a minha também).

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...