23 de jun de 2012

Chico César no Câmpus UFG

Esta semana foi dia de debates, ideias, música e protestos. Protestos ideológicos, alegres, festivos. Falo de dois eventos que aconteceram no Câmpus da UFG e que marcaram minha semana. O primeiro, o X Simpósio Regional de História da ANPUH (Associação Nacional de História). Na ocasião pude oferecer um Mini-Curso sobre a temática racial em sala de aula, um de meus temas de pesquisa e estudo. Em duas noites discutimos sobre a origem do conceito de raça, o racismo científico do século XIX e a luta de resistência dos movimentos negros em nosso país para combater a marginalização histórica a que foram expostos.


E na segunda noite do evento tivemos um encerramento e tanto. Um dos maiores representantes negros da nossa música popular fez um super show no Centro de Cultura da UFG, o grande Chico César. Claro, não poderíamos deixar de ir. Show animado, Chico abusou dos ritmos brasileiros, como aliás sempre fez em seu trabalho. Numa fusão de baião, forró, frevo e outros ritmos brasileiros, ele botou todo mundo pra dançar e pular, sem esquecer é claro de suas origens. 



Um fato notório na carreira do cantor é seu engajamento nas lutas raciais, percebida em alguns trechos de suas músicas. É o caso da música "Respeitem Meus Cabelos Brancos", em que um de seus trechos mais contundentes proclama: "Vamos ser francos / Pois quando um preto fala / O branco cala ou deixa a sala / Com veludo nos tamancos". Enquanto isso todos continuavam dançando, sem se dar conta do grande espetáculo no nível das ideias que acontecia ali. Um espetáculo da luta pelos direitos dos negros em nosso país, sempre marginalizados socialmente e durante muito tempo subjugados, e que hoje assistem a um negro dando show em cima do palco e levando sua mensagem através da música. Com certeza uma noite e tanto, que quem presenciou jamais se esquecerá!


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...