25 de fev de 2012

Soulfly em Goiânia


Ontem foi mais uma noite histórica na capital goiana. Isto porque tivemos a oportunidade de receber uma das maiores lendas do metal nacional. Estamos falando de Max Cavalera um dos responsáveis pela criação da maior banda de thrash metal que já existiu neste país, o Sepultura. Ele veio com sua "nova" banda, que montou logo depois da confusão com o irmão Igor que o obrigou a deixar o Sepultura. Ele então foi viver nos EUA a por lá montou o Soulfly, que mantinha a pegada Sepultura e acrescentava muito de ritmos de percussão, que sempre foi uma das marcas do Sepultura.



Aliás, a sombra do Sepultura parece não deixar Max tão fácil. Isto porque aproximadamente metade do show do Soulfly foram com clássicos da banda brazuca. Arise, Dead Embrionic Cells, Roots Bloody Roots, Inner Self, Territory, Refuse Resist fizeram a alegria da galera. Entre as músicas próprias, Tribe e Eye for an Eye foram as mais festejadas. Max mostrou que continua com fôlego e porque pode ser considerado um dos melhores frontmans do gênero no mundo todo. Mas houve espaço também para as novas gerações. Os filhos de Max, Igor Júnior e Zyon Cavalera fizeram participações no show e mostraram que foram bem ensinados pelo papai. 




Quem chegou cedo no local ainda pôde conferir duas ótimas banda de abertura. Figurinhas carimbadas em Goiânia, os paulistas do Claustrofobia aportaram mais uma vez por aqui, desta vez para lançar seu novo disco, Peste. Pra mim esta é uma das melhores bandas de thrash da atualidade e mais uma vez mostraram isto em cima do palco. Logo após foi a vez do Kamura, banda de Goiânia que a julgar pelas reações do público, ainda é um pouco desconhecida do público goiano, mas mesmo assim fizeram o aquecimento para o prato principal que viria pela frente. 




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...