21 de dez de 2011

Melhores discos de 2011

Chega final de ano e as listas se acumulam. Como não podia deixar de ser, sempre gosto também de fazer as listas com o melhor que vi e ouvi no ano. Então pra começar, listo aqui os 11 melhores lançamentos que ouvi neste ano.


11º Beirut - The Rip Tide
A orquestra de Zach Condon está de volta, com seus acordeões, tubas e bombardinos e aquela velha sonoridade marcante que só a banda tem. Entre as músicas, destacam-se "Vagabond", a melhor música do disco, "Payne's Bay" e "The Rip Tide", música que dá título ao disco. 




10º Black Label Society - Order of the Black
Zack Wylde é um cara foda, e continua lançando trabalhos cada vez mais fodas. Este "Order of the Black" é tudo aquilo que se espera de um álbum da banda. Riffs cortantes, solos rápidos e aquela voz de pato rouco inconfundível de Zack. É Black Label da melhor qualidade.


9º James Blunt - Some Kind of Trouble
James Blunt ficou marcado pelas músicas tristes e melancólicas, mas neste novo trabalho Blunt nos mostra um outro lado seu, pelo menos em algumas músicas. Ouça por exemplo "Stay The Night", música que abre o disco e é uma das mais "alegrinhas" do trabalho. Merecem destaque também "Superstar", "I'll Be Your Man" (a melhor do álbum) e "Turn me On". Mas as baladinhas tristes ainda estão lá. 


8º Avenged Sevenfold - Nightmare
Avenged Sevenfold pode ser considerada hoje como uma das mais cultuadas bandas de heavy metal do cenário pop mundial. A banda caiu nas graças dos adolescentes, e com a gravação deste trabalho que tem nas baquetas nada mais nada menos que Mike Portnoy, mostrou o porquê disso. Nightmare é um trabalho que alia peso e melodia na medida certa. 


7º Adele - 21
Esta foi outra que caiu nas graças da galera já no seu segundo trabalho. 21 é um álbum sonoro, pesado, soturno e que traz na voz potente de Adele seu maior destaque. A música de abertura do álbum, "Rolling in the Deep" é uma das canções mais fortes que já ouvi. Uma batida forte, uma belíssima melodia no piano e a lindíssima voz da cantora. Prepare-se para isto e muito mais. 


6º Lirinha - Lira
Após sair do Cordel do Fogo Encantado, Lirinha mudou totalmente seus rumos musicais. Psicodélico, melancólico, intenso, assim é Lira, primeiro álbum da carreira solo do cantor. Melodias experimentais e poesias nonsenses e psicodélicas são as marcas deste trabalho, cujos destaques estão nas faixas "Sistema Lacrimal", "Ela Vai Dançar" e "Ducontra". 


Este já deu o que falar. Com um trabalho original, maduro, recheado de sonoridades diversas e letras ácidas, Criolo ganhou a todos, inclusive prêmios e mais prêmios. Ouça este álbum e saberá porque. 




4º Eletrocactus - O dia que a fome morreu de sede
Com este título sonoro, este álbum da banda de Fortaleza Eletrocactus nos apresenta uma sonoridade intensa. Misturando ritmos regionais como o maracatu, samba, baião com ritmos e batidas eletrônicos, a banda reinventa o modo de fazer música, e o resultado é um trabalho dançante, original, forte e que merece destaque. 


3º Stone Sour - Audio Secrecy
Entramos no top 3, e na 3ª colocação temos o projeto paralelo de Corey Taylor, vocalista do Slipknot. O Stone Sour é uma banda de rock bem naquela pegada Foo Fighters, e neste seu mais recente trabalho acertou em cheio. Um trabalho pesado, coeso e com ótimas melodias, assim é Audio Secrecy. Destaque para as faixas "The Bitter End", "Unfinished" e "Say You'll Haunt Me". 


2º The Baseballs - Strike! Back
Em segundo lugar, uma banda de covers. Não, mas não se tratam de covers quaisquers. O que os garotos do The Baseballs fazem é criar versões rockabilly de clássicos da música pop. Cantoras como Rihanna, Kate Perry, Lady Gaga, só pra citar as mais famosas, ganham versões rockers que fariam inveja a Elvis Presley. É pra dançar do início ao fim.


1º Foo Fighters - Wasting Light
E em primeiríssimo lugar, como não podia deixar de ser, Dave Grohl e companhia nos brindam com este excelente trabalho. Que o Foo Fighters é uma das maiores e mais legais bandas de rock de todos os tempos todos nós já sabemos. Mas ninguém esperava que os caras ainda conseguissem fazer CD's tão bons. E eis que eles nos brindam com este Wasting Light, talvez um dos melhores CDs de sua carreira. Músicas como "A Matter of Time", "These Days" e a excelente "Walk" são músicas que já nasceram clássicas e colocam a banda no patamar dos maiores ícones do rock de todos os tempos. 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...