26 de dez de 2011

O Pai dos Jogos Mortais

Recentemente revi um dos maiores clássicos do cinema de ação, o apocalíptico Mad Max. Lançado na década de 80, é o filme que revelou o ator australiano Mel Gibson, que posteriormente viria se tornar um dos maiores galãs de hollywood. O filme se passa em um futuro distante em que as guerras de gangues são constantes. Mel Gibson é Max, um policial que luta contra uma gangue de motoqueiros. Mas não é na análise do filme que estou interessado aqui.

21 de dez de 2011

Melhores discos de 2011

Chega final de ano e as listas se acumulam. Como não podia deixar de ser, sempre gosto também de fazer as listas com o melhor que vi e ouvi no ano. Então pra começar, listo aqui os 11 melhores lançamentos que ouvi neste ano.

18 de dez de 2011

Uma aula de futebol

O Brasil já não é o país do futebol há algum tempo. Só Galvão Bueno não enxerga isto. Só ele ainda acha que a amarelinha causa espanto em algum adversário só por sua história. E hoje pudemos comprovar isto. Guardem esta data meus amigos, pois este pode ser considerado oficialmente como um dia histórico para o mundo do futebol. Não foi só pelo jogo entre Santos e Barcelona. Todos já há algum tempo sabem que o Barcelona é o time a ser batido no mundo. 

11 de dez de 2011

Mutantes + Lirinha no Canto da Primavera

O Estado de Goiás está se tornando especialista em fazer bons festivais de música. Depois da Cidade de Goiás trazer grandes atrações para o FICA, este mês foi a vez da cidade de Pirenópolis, outro ponto turístico bastante famoso de nosso estado realizar a 12º edição do Canto da Primavera, festival voltado exclusivamente para músicos. Na programação do festival, oficinas, palestras e workshops com músicos conhecidos regionalmente e nacionalmente. E claro, muitos shows.

7 de dez de 2011

Viagem de estilos: Criolo - Nó na Orelha


A classe média descobriu o rap, estilo marcado pelas reivindicações e críticas sociais das classes mais baixas. E o rap se travestiu para agradar a este novo público. Bom, isto é um ponto de vista. Eu prefiro dizer que o rap cresceu, evoluiu, incorporou novas musicalidades e novas tendências, se tornou mais contemporâneo e cosmopolita. Prova disto são os recentes trabalhos de dois sujeitos que estão se tornando os ícones do estilo no momento: Emicida e Criolo, que ganharam tudo o que podiam e não podiam no último VMB.

3 de dez de 2011

Hoje é dia de Noise, Bebê!


Ontem foi o primeiro dia do já tradicional festival Goiânia Noise, ocorrido este ano no clube Jaó. A congregação de estilos diferentes sempre foi uma marca do festival, mas ultimamente com a falta de opção em festivais de outros estilos, parece receber cada vez mais pessoas de outras vertentes. Este é o curioso caso do Heavy Metal, estilo que já foi frequente na capital goiana, com festivais semanais nos tradicionais DCE's da UFG e UCG, e que há alguns anos perdeu a força, inclusive no número de bandas.

27 de nov de 2011

Palhaços


Alguém se lembra de Diogo Mainardi, aquele colunista da Veja que tanto criticava o governo Lula? Pois é, certa vez Mainardi se dedicou a escrever sobre uma adaptação que a Globo fez para a obra Dom Casmurro, de Machado de Assis. A série, exibida em 2008 com o nome de Capitu, fez um relativo sucesso na época, mas Diogo Mainardi não gostou, publicando um artigo em sua coluna para criticar a série (leia o artigo aqui). Na época eu também escrevi um texto em meu antigo blog sobre isto (sobre o Mainardi, não sobre a série). Hoje mexendo em alguns arquivos encontrei este texto, um dos melhores que já escrevi, e gostaria de publicá-lo novamente para deixar registrado. Eis o que escrevi à época:

22 de nov de 2011

It's All a Fucking Joke



Não, não se trata de uma frase dita pelo nosso mais célebre vilão do novo século, The Joker, mais conhecido no Brasil como O Coringa. Mesmo assim não deixa de ter a ver com sua visão distorcia da sociedade. Ou seria sua visão da distorcida sociedade? Pois se Watchmen e o Cavaleiro das Trevas tem algo em comum, é exatamente isto: uma visão distorcida de uma distorcida sociedade. A frase neste caso, dita por um super-anti-herói de nome O Comediante define bem o status de caos em que nossa sociedade mergulhou. Este é o clima do filme Watchmen, um retrato cruel de uma sociedade caótica, onde até os super-heróis são rejeitados e obrigados a acatar as leis.

14 de nov de 2011

Porque é que não se junta tudo numa coisa só?


Vivemos em um mundo cada vez mais fragmentado e dividido. Tudo tem seu próprio lugar, sua hora e seu momento. Hora de trabalhar, hora de descansar, hora de dormir, de assistir filme, de beber com os amigos, de ir ao teatro. Tudo assim, um de cada vez. Teatro é teatro e show é show. Poesia é poesia e música é música! Até que um dia alguém resolveu fazer o questionamento acima: "Mas, peraí! Porque é que a gente não junta tudo numa coisa só?" Música com poesia, teatro com show. Assim nasceu O Teatro Mágico, formado em 2003 pelo ator, músico e compositor Fernando Anitelli.

9 de nov de 2011

Tristeza de um Palhaço

Há tempos podemos dizer que o cinema nacional trilha caminhos próprios, encontrando sua própria identidade. Filmes de comédia que retratam os estereótipos e chavões da personalidade dos brasileiros e brasileiras, dramas que envolvem os problemas sociais e econômicos de nosso povo, até algumas ficções e aventuras, mas com o toque nacional. 

Este toque é o que podemos ver no novo filme de Selton Mello, intitulado O Palhaço. Selton Mello mostra que além de um excelente ator, talvez seja melhor ainda na direção. O Palhaço conta a história de algo que é recorrente na memória do povo brasileiro: o circo. Sim, isso mesmo, aquele circo de lona, que sai rodando por várias cidades para fazer seus espetáculos, normalmente cidades pequenas e isoladas onde a maior diversão talvez seja ir à Igreja aos domingos.

30 de out de 2011

Não se fazem mais vampiros como antigamente


Neste mês a maior saga adolescente do momento volta à tona com o lançamento do quarto filme da saga, intitulado Amanhecer. Aproveitando o ensejo, lembro-me de quando assisti ao primeiro filme, ainda nos cinemas. Não tinha ideia do que se tratava o filme, não havia lido nada sobre ele, só sei que estava eu no shopping querendo ver um filme, vi o cartaz dele e, pensando ser um filme de vampiros, fui assistir. Eis o que escrevi na época sobre o mesmo:

26 de out de 2011

O Novo Led Zeppelin



Poderia ser facilmente designado assim o novo projeto de Jack White, frontman da banda White Stripes, que ficou famosa por ter somente dois integrantes, por ter uma mulher nas baquetas, e pela música Seven Nation Army, entre outras coisas. Pois o Selton Mello... quer dizer, Jack White um dia resolveu montar uma banda, digamos, mais convencional. Convidou uns amigos e nascia assim a banda The Raconteurs, que lançava seu primeiro álbum nos idos de 2006, intitulado Broken Boy Soldiers.

17 de out de 2011

Dias Cinzas

Gosto dos dias cinzas. Eles dão um ar de tristeza a nossa volta, tudo fica mais sóbrio, sério, melancólico. Talvez seja apenas reflexo do que sentimos por dentro. Quando pequeno eu gostava de imaginar que o dia refletia o que estava sentindo. Se estava triste, o dia ficava triste. Hoje voltei a ter esta sensação. A sensação de que tudo está fora do lugar, sensação de vazio, solidão. Solidão em meio à multidão. Isto nos dá um sentimento de impotência, desamparo.

12 de out de 2011

Brincando de ser Adulto

Lembro que li Capitães da Areia, romance de Jorge Amado ainda na adolescência, por exigência de um professor de português que tinha na época. Não me recordava muito da história, apenas que contava a saga de um grupo de crianças de Salvador que viviam na marginalidade, praticando pequenos (e às vezes grandes) roubos para sobreviver. Como li o livro na adolescência, ou seja, na passagem da fase infantil pra adulta, estava vivendo a mesma fase da vida que os próprios personagens descritos por Jorge Amado. Mas não podia deixar de ficar fascinado com o estilo de vida levado por aqueles garotos, algo totalmente novo e impensado pra mim, ainda preso em meu mundinho de família, brinquedos e estudos.

9 de out de 2011

O Curioso Filme de David Fincher



David Fincher é um diretor surpreendente. Vez ou outra ele aparece com uns filmes que marcam. Foi assim com Seven, um suspense policial brilhante de tirar o fôlego, e com um enredo dos mais macabros. Foi assim com o Clube da Luta e sua crítica existencialista ao sistema e às neuroses da vida pós-moderna. E recentemente ele nos brinda com talvez o que seja a grande obra-prima de sua carreira. Estamos falando de O Curioso Caso de Benjamin Button, que estreiou nos cinemas brasileiros em 2009. Não é a toa que o filme recebeu 13 indicações ao Oscar, incluindo a de melhor filme, melhor diretor para Fincher, e melhor ator para Brad Pitt, o que já é por si só algo que merece destaque.

4 de out de 2011

Rock, piadas e cinema


Jack Black é mesmo um cara estranho. Famoso pelos seus filmes de comédia e seus personagens geralmente insanos. O que pouca gente sabe é que JB é um roqueiro assumido, e possui até mesmo uma banda do estilo. Bom, se é que se pode chamar aquilo de banda. Afinal de contas, possui apenas dois integrantes oficialmente, o guitarrista Kyle Gass e o próprio Jack Black. E se alguém perguntar qual o estilo da banda, bom, taí algo difícil de definir. Ao ouvir seu primeiro álbum, por exemplo, o que temos é um conjunto de riffs, a maioria tocados num violão, aliados ao vocal, digamos, "épico" de Jack Black, no melhor estilo Dio, se é que me entende. Músicas curtas, muitas vinhetas, piadas non-sense aqui e ali e nada mais.

28 de set de 2011

Metal in Rio

Não dá pra falar de Rock in Rio sem falar de polêmicas né. Sempre foi assim. Lembro que em 2001, a bola da vez foi o Carlinhos Brown, que sofreu um enxame de garrafas durante seu show. A bola da vez agora é a Claudia Leite, ápice da incoerência musical, sem contar as Kate Perrys e Rihannas da vida. Mas fazer o que, não dá pra cobrar coerência de um festival que se preocupa mais com a parte comercial do que qualquer outra coisa. Felizmente, neste como no festival anterior, um dos dias foi salvo, o chamado "dia metal", oportunidade em que milhares de headbangers tomam as ruas da cidade do rock com suas camisas pretas, seus cabelos grandes e seus coturnos. E neste ano a programação estava um prato cheio pra quem gosta do estilo, com shows de dois nomes lendários do estilo, os grande Motorhead e Metallica.

21 de set de 2011

Na Bubuia eu Fui

Ontem foi dia de Goiânia conferir a apresentação de uma das melhores cantoras da nova geração no Brasil. Trata-se de CéU, cantora jovem que já vem conquistando notoriedade por seu som cheio de influências diversas e uma voz poderosíssima. O show fez parte do projeto Música no Câmpus da UFG, e como sempre contou com uma excelente organização além de um preço praticamente irrisório (R$10,00 a meia) pra uma cantora deste porte. Animada, a cantora dançou o show inteiro e não se cansou de agradecer ao excelente público que aplaudia e cantava cada música junto. Confira abaixo um pouco do que foi este grande espetáculo.

17 de set de 2011

Doentes são os outros


Quem nunca se surpreendeu atravessando a rua para evitar cruzar com um negro vindo em nossa direção? Ou lançando um olhar torto para alguém que julgávamos ser homossexual? O preconceito está disseminado em nossa sociedade, e esta praga acaba nos afetando às vezes quase sem querer. Imagine então a vida de um homossexual durante os anos 60 e 70? Tal preconceito devia ser muito pior do que hoje. Este é exatamente o tema do filme Milk, protagonizado por Sean Penn. Ele interpreta de forma brilhante Harvey Milk, primeiro homossexual a ser eleito a um cargo público nos Estado Unidos, em meados da década de 70.

7 de set de 2011

Os Rockers Também Amam


Quem tem ido ao Martim Cererê nos últimos meses tem se deparado com uma realidade um tanto quanto inusitada. Em meio aos shows predominantemente de rock e suas vertentes, vez ou outra encontramos uma nova sonoridade, um novo estilo, que vem conquistando cada vez mais adeptos e leva cada vez mais pessoas a estes festivais. Com seu estilo assumidamente e propositalmente brega, a Banda UÓ tem feito roqueiros os mais conservadores perderem a linha e dançarem até o chão em seus shows.

24 de ago de 2011

A Melancholia de Lars Von Trier

Lars Von Trier é um gênio. Mas só às vezes. Depois de se consagrar pelo genial Dogville, filme que se tornou cult por apresentar um estilo teatral, sem cenários e todo filmado em cima de um palco, onde as casas, portas, tudo eram apenas riscos no chão, e uma história excelente que mostra o lado vil da humanidade, mesmo nos recantos mais distantes do mundo. Sua continuação, Manderlay não fez tanto sucesso, mas continuava com a mesma fórmula, e é um bom complemento ao primeiro, sem o mesmo impacto inicial no entanto. 

21 de ago de 2011

Sociedade Black Label em Goiânia

No último dia 16 nós goianos pudemos ter a oportunidade de conferir o show de uma das maiores bandas de Heavy Metal do mundo. O Black Label Society é uma banda formada pelo guitarrista Zack Wylde, que ficou famoso após tocar pra nada mais nada menos que Ozzy Osbourne, e hoje após treze anos de carreira e onze discos lançados, a banda é uma das maiores do mundo no estilo. Sua marca são os riffs poderosos, densos, soturnos, aliados ao vocal único de Zack, que aprendeu bem com seu mestre Ozzy. Tudo isto pôde ser conferido pelos goianos, que não decepcionaram e receberam muito bem Zack e sua turma para uma noite inesquecível. Confira abaixo toda a energia do show dos caras em terras goianas:

10 de ago de 2011

De volta aos Anos 60

É comum vermos bandas de covers ou que fazem homenagens aos seus artistas favoritos. Mas ultimamente tenho encontrado alguns gêneros de bandas que não se contentam apenas em fazer covers, mas versões das músicas em estilos diferentes, ou até mesmo misturando músicas de duas bandas diferentes. Um exemplo são os caras do Beatallica, que como o próprio nome deixa a entender, fazem uma mistura de Beatles com Metallica.

7 de ago de 2011

A volta do RPM


Uma noite dedicada ao passado. Foi assim que me senti ontem. No palco, um grupo de que fez sucesso nos anos 80, e após uma tentativa de carreira solo frustrada de seu vocalista galã, retorna aos palcos para tentar novamente fazer sucesso em cima de seu passado glorioso. Em frente ao palco, uma legião de fãs órfãos da carreira interrompida em busca de resgatar toda uma fase de suas vidas. Ah, os anos 80, esse período que deixou saudades em toda uma geração de balzaquianos que vagam agora em busca de qualquer coisa que lhes traga a magia e áurea desse período.

31 de jul de 2011

A Cidade Cinza


Gosto de escrever. Mas ultimamente tenho feito isto tão pouco que às vezes até me sinto culpado. Não, acho que não é por falta de tempo. Talvez de assunto. Acho que poucas coisas me inspiram ultimamente. Penso em escrever sobre algo, mas logo desisto. Mas eis-me aqui tentando fazer mais um esforço. Pensei em escrever sobre minha última viagem, em que fui conhecer a cidade de São Paulo. Mas não quero aqui tecer análises sociais nem econômicas. Tratam-se apenas de reflexões soltas acumuladas pelas paisagens e texturas que pude provar nos últimos dias. Minhas impressões sobre a viagem, algo como os relatos dos viajantes dos séculos passados, impregnados de reflexões e impressões sobre os lugares visitados.

13 de jul de 2011

Horror Show


Posso me lembrar da primeira vez que joguei o jogo Doom no PC de um colega, ainda na infância. Lembro-me que achava o jogo algo medonho, cheio de monstros e também um tanto difícil, o jogo era um verdadeiro labirinto. Infelizmente não tive a oportunidade de me dedicar a este jogo quando mais novo, pois não tínhamos PC na época. Por isto é que assim que comprei meu próprio PC fiquei completamente fascinado neste tipo de jogo. Primeiro foi o Quake 4, um jogo mais de ação, onde o grande lance é destuir o máximo de alienígenas que se conseguir. O jogo se assemelha mais a um jogo de guerra. Após passar noites e noites na frente do PC para conseguir chegar ao seu final, estava eu então preparado para um desafio maior.

3 de jul de 2011

Hangar + Mombojó no Tattoo Rock Fest

Lembro-me quando o Tattoo Rock Fest começou, no clube da Aseg em Goiânia, ainda com uma estrutura simples, mas já com cara de festival grande. Isto foi lá pelos idos dos anos 2000, se não me falha a memória. De lá pra cá o festival só se fortaleceu, e hoje se firma como um dos maiores festivais de tatuagem do Brasil, atraindo tatuadores e fãs de tatuagens de todo o Brasil. E claro, desde o início uma das grandes atrações do festival sempre foi a música. Tattoo Rock Fest é sinônimo de boas atrações musicais, sempre!

23 de jun de 2011

Templo é Dinheiro!

É inegável que o movimento de igrejas neopentecostais cresce a cada dia. Também, hoje se configura como um dos ramos de negócios mais lucrativos do mercado. Basta dar uma olhada para os luxuosos templos por eles erguidos, e para a vida que levam seus pastores, andando sempre em carros do ano e construindo mansões particulares. Só em minha cidade já são centenas de templos, desde os mais simples "porta de bar" até os mais grandiosos e luxuosos, com lugares para milhares de pessoas. E tudo isto é mantido com o dinheiro suado que arrecadam de pessoas simples e ingênuas, que acreditam piamente que, contribuindo com a igreja, estão contribuindo com deus, e assim garantindo uma futura prosperidade para si próprios.

20 de jun de 2011

Manu Chao no XIII FICA


Neste final de semana teve palco na cidade de Goiás o XIII FICA - Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental, que tem por objetivo reunir cineastas que tenham por preocupação as questões ambientais, numa forma de conscientizar e despertar a sociedade para a importância da temática, cada vez mais em voga nos dias atuais. Além da parte fílmica, já é tradição no FICA a parte cultural com apresentação de diversos grupos de Goiás e outros estados, assim como os shows oficiais, sempre com grandes nomes da música nacional.

14 de jun de 2011

Irracionalismo Religioso

É nos momentos de maior tensão e crise social que o irracionalismo religioso surge em meio a nós. Foi assim na época de Cristo, quando os Hebreus crucificaram aquele que ousava contestar a religião farisaica dominante; foi assim durante a Idade Média, quando a Igreja Católica Romana perseguia todos aqueles que se opunham às suas idéias, queimando e enforcando-os com gosto; foi assim na Alemanha nazista, que apesar de não ter assumido um cunho notadamente religioso, apresentou traços de um fanatismo do mesmo nível, que não poupou judeus e outros grupos étnico-religiosos; e é assim hoje em dia em países do Oriente Médio, mergulhados em um confronto político-econômico com um fundo étnico-religioso.

6 de jun de 2011

O Procurado


Wanted é um arrasa-quarteirão pós-matrix. Ou seja, um filme que nem podemos dizer que seja mentiroso. Pois a onda agora não é brincar com a possibilidade de fazer carros voarem ou brucutus reinventarem o modo de matar 10 bandidos de uma vez a cada cena, como fazem os Bruce Willis, Tom Cruises, 007's e, mais recentemente, Jason Stathans da vida. A nova onda agora dos filmes filosófico-teológico-pós-modernos-apocalípticos-de-ação é reinventar a realidade para que tudo isto seja não só possível, como completamente crível.

16 de mai de 2011

Amor Robótico

Muitos são os filmes a tratar da evolução da relação entre homens e máquinas, desde o lendário Metrópolis, de Fritz Lang, ainda na década de 20. A maioria traz um retrato caótico e pessimista desta relação, caminhando quase sempre para uma competição ou até mesmo a guerra declarada entre homens e máquinas. Mas uma animação da Pixar trata exatamente deste tema, mas não de forma tão pessimista.

15 de mai de 2011

Cidade dos Sonhos

David Lynch é famoso por seus filmes imcompreensíveis, cheios de metáforas e jogos de sonhos e ilusões; filmes onde não dá para saber onde termina a ficção e começa a realidade, onde sonhos e realidade se misturam, sendo difícil distinguir a fronteira entre elas. E não é pra menos que sua obra-prima tenha recebido o título em português de Cidade dos Sonhos, pois é isto mesmo que Lynch costuma construir, uma verdadeira cidade dos sonhos. Após assistirmos a ele, um turbilhão de idéias nos vem a mente, e ficamos nos perguntando se alguma delas fará sentido. Aliás, sentido, isto é o que tanto buscamos, dar um sentido a tudo o que vimos na tela.

19 de abr de 2011

Humano Demasiado Humano

"Entendamo-nos bem. não ponho eu mira
na posse do que o mundo alcunha gozos.
O que preciso e quero é atordoar-me.
Quero a embriaguez de incomportáveis dores,
A volúpia do ódio, o arroubamento das sumas aflições. 
Estou curado das sedes do saber;

10 de abr de 2011

O Amor tem hora pra chegar e pra partir

Falar sobre o amor não é tarefa fácil. Sempre ouço a mesma pergunta quando falo no assunto. "Você já amou alguma vez na sua vida?" Se eu tivesse que responder esta pergunta diria que sim, muitas vezes, e cada uma delas foi melhor que a outra. Mas, como tudo na vida, amor é uma mera questão de semântica. Tudo depende dos significados que damos às coisas, de como interpretamos as situações, do nosso ponto de vista. O que pra mim foi amor, para a maioria da sociedade seria apenas atração, paixão, ou seja lá como queiram chamar. Isto porque meus relacionamentos sempre tiveram um problema: não serem eternos. E porque isto é um problema? Porque, ao analisarmos a forma como a sociedade trata o amor, veremos que ele é sempre colocado como algo sublime, imutável, e o mais curioso de tudo: eterno.

3 de abr de 2011

Os Filmes Mais Estranhos do Cinema

Você gosta de filmes estranhos, insanos, malucos, daqueles que a maioria das pessoas saem do cinema na metade do filme, xingando e maldizendo a hora em que resolveram gastar seu dinheiro no ingresso para aquele filme? Pois aqui é o lugar certo para você. A partir de agora apresento-lhes uma lista com os filmes mais insanos e estranhos jamais feitos, seja pela narrativa rebuscada, pelos cenários e efeitos insanos ou pela própria idéia absurda do filme mesmo. Então vamos a ela.

22 de mar de 2011

Amor é Liberdade!



"Amo a liberdade, por isso deixo livre tudo o que amo!" Nunca uma frase fez tanto sentido sobre o amor, sentimento tão valorizado e ao mesmo tempo incompreendido por nossa sociedade. Criamos inúmeras idéias e concepções sobre ele. Filmes, livros, músicas, histórias, tudo nos molda e nos leva a acreditar num amor irreal, que não corresponde à realidade. Isto porque todas estas concepções vinculam o amor a um outro sentimento que acaba por arruinar e corroer suas bases: o sentimento de posse!

20 de mar de 2011

Why So Serious?


Era inevitável. O novo filme de Batman - O Cavaleiro das Trevas se tornou um clássico. E todos os méritos se devem a Christopher Nolan, o jovem diretor desta nova franquia em ascensão. Nolan conseguiu reformular a proposta do herói, deixá-lo mais próximo dos quadrinhos e torná-lo o super-herói mais rentável da atualidade. Podemos dizer que Batman chegou à maturidade. Pois o que vemos neste novo filme da série é exatamente isto: um herói maduro, bem acabado, que faz o que é necessário para a cidade que protege.

14 de mar de 2011

Um Filme Para os Fortes


Onde os Fracos Não Tem Vez não é um filme fácil. Não dá para se esperar que um filme destes agrade a todos, já deveriam saber os intelectuais de plantão. E aqui estou para formar a turma do contra. Sinceramente, tenho que fazer coro: "Acho que não entendi este filme". Pronto. Após desabafar minha fraqueza, permitam-me fazer alguns devaneios e análises soltas sobre o filme em si.

7 de mar de 2011

Cisne Negro


Todos temos um lado sombrio. É inerente à natureza humana. Por mais que tentemos domá-lo, escondê-lo, às vezes este lado aflora, e quanto mais reprimido, com mais força ele se revelará. A força do inconsciente é algo que desafia nossa racionalidade. Ele se revela nas horas mais impróprias, e nunca conseguiremos saber que forma ele tomará. Pode ser a de um assassino, de um sádico, uma fênix ou até mesmo um cisne.

10 de fev de 2011

Desafiando as Regras

 O Brasil tem um dos cenários de Heavy Metal mais ricos de todo o mundo. Onde quer que você vá, com certeza encontrará ótimas bandas, álbuns excelentes, pessoas apaixonadas por este estilo musical, e claro, muitos shows. E tudo isto acontece bem debaixo do nariz de nossa sociedade, nos porões e becos das grandes cidades, sem que a grande massa que compõe a população de nosso país sequer percebam.

7 de fev de 2011

Baú do Tempo

Navegando sem rumo em meu próprio site, encontrando lembramças e memórias soltas, eis que me deparo com este belíssimo texto que escrevi há quase 10 anos atrás, que foi publicado neste blog (que possuia outro nome) na edição de setembro de 2002. Fiquei profundamente tocado e resolvi trazer aos dias atuais, pois é um de meus textos favoritos. Por favor, comentem e deixem suas opiniões:

15 de jan de 2011

O melhor filme de todos os tempos!


Quem convive ou pelo menos lê um pouco sobre o mundo do cinema já deve ter ouvido várias vezes alguém se referir a Cidadão Kane como o "melhor filme de todos os tempos". Este fato sempre me intrigou. Como pode, pensava eu, alguém poder afirmar com toda a certeza que tal filme é o melhor de todos? E o mais intrigante é que não é uma ou duas pessoas apenas, mas toda uma geração de críticos que afirmam isto com toda certeza.

11 de jan de 2011

O Cheiro do Ralo


Filme insano, nonsense. Acho que por isto agrada tanto. O cenário, os personagens, a fotografia, a bunda, a trilha sonora, o segurança, tudo neste filme é estranhamente cativante. Cenas esdrúxulas, díálogos sem sentido, situações mal explicadas. Tudo isto recheado de um cheiro horrível. Assim é o Cheiro do Ralo, filme baseado na obra homônima de Lourenço Mutarelli, que conta a história do personagem Lourenço, dono de uma velha loja que compra e vende objetos usados. Um dia ele se apaixona pela garçonete da lanchonete da esquina. Quer dizer, Lourenço não se apaixona pela garçonete como um todo, mas somente por sua bunda. É isto mesmo, o cara se apaixona por uma bunda. Ao mesmo tempo, tem que aguentar o cheiro do ralo de seu banheiro, que empestea o lugar todo.

10 de jan de 2011

Melhores Filmes de 2010

Bom, andei revendo a lista de filmes que vi neste último ano, e resolvi então fazer uma lista com os 10 melhores filmes que eu vi no ano de 2010. Como não vi muitos filmes, então a lista ficou, digamos, muito "blockbuster", mas enfim, prometo me esforçar mais em 2011. Considerei apenas filmes mais recentes, de 2008 pra cá. Vamos à lista então:

9 de jan de 2011

Pata de Elefante & Space Monkeys no Metrópolis

Ontem foi dia de muito rock'n roll no Metrópolis. Dia de receber mais uma vez os gaúchos do Pata de Elefante, um dos grupos de rock instrumental mais legais que já tive oportunidade de ouvir. Mas antes pudemos conferir o som dos goianos da Space Monkeys, banda até então desconhecida pra mim, mas que passei a admirar pelo seu rock visceral, com muita pegada, direto e sem muitas firulas. Com o espaço lotado e a galera muito animada, a banda aproveitou bem a oportunidade e conseguiu agradar e muito. Aliás lotação é o que não faltou no Metrópolis ontem. Era fila pra ir no banheiro, pra pegar cerveja, pra ver o show, até pra pagar a conta (aliás, os caras lá bem que podiam armar um esquema, digamos, mais funcional pra fechar a conta, já que eu fiquei 56 minutos esperando na fila pra conseguir tal proeza).

5 de jan de 2011

Primeiro Show de 2011

Foi ontem no Metrópolis, o primeiro show de 2011. A ocasião era para comemorar a posse de @GilvaneFelipe na presidência da AGEPEL, e contou com a presença de convidados ilustres, como nosso grande @carlosbrandao7, @fabricio_nobre, além do próprio Gilvane, claro, e no comando das pick-ups, tivemos @diego_de_moraes e @blackdrawing Chalks. Com tantos convidados ilustres, é claro que eu não poderia ficar de fora. Tratei logo de garantir minha vaga, já que o público seria reduzido às primeiras 200 pessoas que enviassem e-mail para a Monstro Discos. E o melhor de tudo: entrada free! Uma dessas a gente não tem todo dia!

4 de jan de 2011

Melhores discos de 2010

Todo final de ano é a mesma coisa. É a hora de nos voltarmos para o ano que passou e elegermos o que deu certo, o que não deu, e a partir daí planejarmos o que queremos mudar no próximo ano. É a hora também das famosas listas de finais de ano. Tradicionalmente, eu sempre gosto de fazer uma lista do que eu li, vi e ouvi de melhor em cada ano. Mas como meu ano foi um tanto tumultuado (concursos, provas, trabalho, etc), infelizmente não assisti muitos filmes nem li muitos livros (coisas que desde já entram na minha lista de "coisas a fazer" em 2011). Portanto, me limitarei a fazer uma breve listinha dos 10 melhores álbuns que ouvi em 2010. Breve porque também não tive oportunidade de ouvir muita coisa este ano. Mas enfim, espero que 2011 seja mais produtivo neste sentido. Vamos a lista então, os 10 melhores álbuns que ouvi em 2010!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...