29 de dez de 2009

Melhores discos de 2009

Já é costume. Todo ano faço uma lista com os melhores filmes e álbuns do ano pra publicar em meu blog. Infelizmente este ano devido ao trabalho, não pude ir regularmente ao cinema como sempre faço. Por isto deixo a lista de filmes de lado, pois não consegui assistir uma quantidade razoável para poder elaborar uma lista. Mas os álbuns continuam de pé, e inclusive com muitas opções, ficando até difícil chegar somente a 10 nomes, como costumo fazer. Por isto abri uma exceção e escolhi 15 álbuns lançados entre 2008 e 2009 para indicar a vocês. O interessante é que entre os 15 nomes selecionados, 12 são nacionais, o que mostra que estamos muito bem servidos no quesito musical. Vamos a eles:

1° Black Drawing Chalks - Life is a Big Holiday for Us
A melhor banda de Rock de Goiás, é agora também a melhor do Brasil após este lançamento. O segundo álbum deste grupo veio com tudo, e mostrou que os garotos estão prontos pra estourarem no mundo todo. Um rock enérgico, elétrico, recheado de ótimos riffs e muita música boa, isto é o que você encontra aqui. Ouça sem medo, este álbum vale cada centavo investido.

2° Móveis Coloniais de Acaju - C_mpl_te
Os candangos mais animados do país também estão de volta com seu segundo álbum. Confesso que foi difícil escolher entre este e o do Black Drawing, pois ambos são excelentes. Neste novo trabalho, o Móveis continua no mesmo caminho que o consagrou em seu primeiro trabalho, ou seja, ótimas canções, letras descontraídas e inteligentes, arranjos pra lá de diferentes e, é claro, a animação de sempre.

3° Autoramas - Desplugado
Recém lançado, este trabalho acústico acaba de sair do forno e já dá o que falar. As ótimas composições da banda aqui ganham um novo formato, mas em nada perdem em qualidade. Pra mim que não conhecia muito a banda foi uma surpresa ouvir este disco. As músicas dos caras são ótimas, um rockabilly de muita qualidade e aqui com ótimos arranjos. Mais um ótimo disco lançado pela Trama Virtual.

4° Hibria - The Skull Colectors (2008)
Segundo trabalho desta banda gaúcha de metal melódico, pra mim um dos poucos nomes que salvam neste meio atualmente. O Hibria vem resgatando o estilo como poucos, e o segredo podemos dizer que está em suas excelentes composições. Difícil achar uma música ruim em seu primeiro trabalho, e isto se repete neste. Talvez a grande revelação do meio metálico atual.

5° O Teatro Mágico - O Segundo Ato (2008)
Este não poderia faltar. O Teatro Mágico já é conhecido por suas composições recheadas de letras poéticas e arranjos pra lá de inspirados. E aqui eles mostram um pouco mais do que tem a oferecer em seu 2° álbum de estúdio. Fernando Anitelli, líder da trupe, mostra que continua em forma e com muito mais a oferecer ainda. O Teatro Mágico mostra que ainda existe vida inteligente na Música Popular Brasileira.

6° Los Muertos Vivientes - En nombre del surf y de la lucha del Espirito Santo Amen
A primeira vez que vi essa banda ao vivo achei uma das melhores coisas que já tinha ouvido. E olha que eles estavam tocando sem outro guitarrista e com um baixista improvisado. Em seu primeiro disco, esta banda de Psycobilly não desaponta, despejando riffs eletrizantes, um vocal rasgado e letras que falam de luta livre e filmes de terror thrash. Se vir o nome desses caras por aí, pode entrar que é diversão garantida.

7° Zeca Baleiro - O Coração do Homem Bomba (2008)
Lançado em dois volumes, este álbum é um dos melhores da carreira de Zeca Baleiro. Reunindo algumas regravações e músicas inéditas, o álbum passeia por diversos estilos musicais, passando pelo samba, reggae, MPB, romântica, entre outros, como é peculiar ao artista. Entre os destaques estão as músicas Elas por Elas e Bola Dividida do volume 1, e Era e a excelente Tevê do volume 2.

8° Almah - Fragile Equality (2008)
Mais uma descoberta do metal melódico nacional. Banda que ganhou projeção após seu vocalista entrar para o Angra. Edu Falaschi mostra toda sua competência com sua banda original, que neste álbum mostra que tem potencial de sobra pra se tornar um dos grandes nomes do estilo no mundo. Fragile Equality tem ótimas composições e arranjos, o que o torna diferente pra sobreviver neste concorrido mercado.

9° Maria Gadu - Maria Gadu
Esta é a cantora que já emplacou 3 músicas em novelas da globo e vem sendo considerada a grande sensação do momento. Mas não é pra menos, pois ela é muito competente. Este álbum é a prova disto. Calmo, com belas músicas, ótimos arranjos e letras, tudo isto levado por sua belíssima voz. Ouça e saiba porque ela está sendo tão badalada ultimamente.

10° Pink - Funhouse (2008)
A roqueira mais pop do mundo vem com álbum novo, e não é que dessa vez ela acertou em cheio? O que temos aqui é um álbum descompromissado, com boas músicas que agradam desde as mais agitadas até as mais lentas. Pop rock de qualidade que agrada aos fãs mais lights do estilo.

11° Dynahead - Antigen
Direto de Brasília, a Dynahead é um achado. Qualidade internacional em terras brazucas. O álbum de estréia dos caras mostra o que é começar com o pé direito. Influenciados por nomes como Nevermore e Metallica, os caras detonam, lembrando muito o Nevermore do álbum Dead Heart in a Dead World. Ou seja, qualidade aqui não se discute.

12° Curumin - Japan Pop Show (2008)
Após fazer sucesso no exterior, Curumin dá as caras por aqui também. Este álbum mostra toda a versatilidade do músico, com sua música alternativa, que mescla influências do samba, MPB, rock, reggae, dub, soul, funk, entre outros. Tudo isto aqui misturado dá origem a um álbum dinâmico e muito mas muito legal.

13° The Prodigy - Ivaders Must Die
A música eletrônica também tem vez por aqui. O Prodigy vem de álbum novo, e mostra que continua com a mesma pegada de sempre. Álbum nervoso, pra dançar e pra curtir muito, com batidas fortes e enérgicas. Isto é o que você encontrará neste álbum. Mais detalhes, só ouvindo mesmo.

14° Judas Priest - Nostradamus (2008)
Rob Halford está de volta. E pra comemorar, um álbum duplo da banda, só com músicas inéditas. Nostradamus mostra o Judas Priest em uma fase mais, digamos, progressiva. Abusam do uso de teclados, e das canções mais melódicas. O álbum é muito bom, mas senti falta de mais velocidade e peso em algumas músicas. Será que os caras tão perdendo o feeling?

15° Cansei de Ser Sexy - Donkey
Mais um nome nacional, as meninas do CSS, como são chamadas, esbanjam simpatia neste álbum, com um som que mescla o rock psicodélico com música eletrônica, resultando num som único, diferente de tudo o que você já ouviu. Após ouvi-lo pela primeira vez, é difícil não querer ouvir mais. Experimente e verá do que estou falando.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...